quinta-feira, 3 de setembro de 2009

O banho dos pequeninos!


O pediatra demonstra a altura da água no corpo do bebê. A água pode chegar aos ouvidos do bebê sem problemas, desde que ele não tenha doenças do canal auditivo.
Quando o bebê é enrolado no pano ele se sente envolto pela placenta(reportagem do Globo.com)

O bebê já está calmo, curtido seu banho quentinho.

Note a água cobrindo as orelhinhas, o som abafado é semelhante aos sons que ele ouvia no útero


A maioria dos bebês dorme profundamente durante o banho de ofurô.

Duas terapias que vieram do Oriente estão ajudando a melhorar a vida de bebês no interior de São Paulo. A shantala, que é um tipo de massagem indiana, já era praticada em alguns hospitais públicos no Brasil. Agora, uma maternidade no interior de São Paulo também adotou ofurô para bebês.

A mãe adora ver a filha tranquila e relaxada. O segredo é a shantala, uma poderosa massagem indiana. Desde que Francine nasceu, há três meses, a professora Cristina Vicente dos Reis usa a técnica todos os dias: “Ela é mais tranquila, sossegada. Dorme a noite toda”.

O irmão, companheiro inseparável, fez questão de aprender todas as técnicas. “Ajudo quando vai dar banho”, conta a estudante Felipe Reis Fernandes.

“Você põe o bebê sobre os joelhos, sobre a cama, como se sentir confortável e massageia o bebê todinho, da cabeça até os pés”, ensina a enfermeira obstetrícia Ivone Morandi.

Existe também uma técnica que é ensinada em um hospital em Tupã uma vez por semana, para os pais tornarem o começo de vida dos filhos mais agradável. É o ofurô. Primeiro a criança é enrolada em uma toalha, que representa a placenta. Depois é colocada em água morna, como se fosse o líquido amniótico, aquele que fica dentro do útero materno.

O resultado é surpreendente. Pela carinha dos bebês, parece ser bem gostoso. O ofurô acalma a criança porque ela tem a sensação de voltar para o útero da mãe. É uma maneira de fazer o bebê se adaptar mais facilmente a esse novo ambiente.

É tão importante que Vinicius acabou de nascer e já está tranquilo.

“Ajuda no desenvolvimento neuropsicomotor do bebê. Aqueles bebês que têm alteração de sono melhoram muito. Nos prematuros, que precisam ganhar peso, o ofurô acelera o desenvolvimento”, destaca a especialista em aleitamento materno Rose Chiaradia.

Matéria retirada do site Globo.com e do site http://www.maternidadeativa.com.br/balde2.html
Bjs

5 comentários:

Maitê disse...

Oi querida !!!!

Eu vi uma reportagem falando deste banho de balde no programa da Ana Maria Braga há um tempinho atrás e achei super interessante.

Em relação as palavras do pastor ... é claro que você pode copiar !!!! Não me incomodo nem um pouco !!!!! Fique a vontade viu ??

Beijinhos !!!!!

Sra. Mari disse...

Que legal ... eu ja tinha visto sobre o banho de balde ! Acho super interessante.

Bjocas

Rosinha Talayer Produções e Eventos disse...

Muito legal a matéria...dá até vontade de ter outro baby...hahahaha

Bjs
Rosinha

Kátia Ruivo disse...

ai, que delícia e que pavor, ao mesmo tempo, ver esse bebê dentro do balde! Eu vi uma reportagem parecida no programa da Ana Maria Braga, mas as crianças eram maiores...Adorei seu blog, assuntos de meu total interesse, parabéns!
bjs

Jimmy S2 Roberta Galante disse...

ameiiiiiii..Lohan ama tomar banho em seu balde rsrs
beijokas